fbpx

Escreva para pesquisar...

Hormônios

GH – O que é, Funções, Benefícios [ATUALIZADO]

Veja agora um guia completo sobre o hormônio GH. Como funciona no corpo, seus benefícios para o ganho de massa muscular, como aumentar a produção de forma natural, ciclo com a versão sintética, efeitos colaterais e contraindicações.

GHGrande parte das pessoas que treinam muito para obter a hipertrofia costuma utilizar algum suplemento para auxiliar no desempenho físico durante os treinos.

É normal que muitos desses produtos contenham boas doses de hormônio, afinal alguns deles são essenciais para o desenvolvimento dos músculos e uma maior fonte de energia.

Pode ser que você tenha ouvido falar principalmente da testosterona, que é o hormônio mais popular entre atletas. No entanto, existe um outro tipo de hormônio que é muito importante para o corpo dos apaixonados por treinar: o GH.

O GH (sigla para Growth Hormone, Hormônio do Crescimento, em inglês) vem sendo cada dia mais utilizado nas academias em sua forma sintética.

Neste texto, falaremos tudo de relevante que você precisa saber: para que ele serve, quais são seus benefícios, como aumentar sua produção de forma natural, entre outras coisas. Confira!

O que é o GH?

O GH também pode ser conhecido pelo nome de somatropina. Ele é produzido pela glândula pituitária (ou glândula hipófise anterior) que fica bem na base do cérebro.

Basicamente, ela é tida como a “glândula rainha” do corpo, pois é responsável por secretar hormônios que são essenciais ao funcionamento de outras glândulas.

O GH é produzido a partir das células somatotróficas e é o hormônio mais liberado para a corrente sanguínea em comparação com os outros produzidos ali.

Ele está presente em grandes quantidades, especialmente nas fases de crescimento.

Sua liberação é regulada pelo hipotálamo (região do encéfalo) com o auxílio de outras substâncias, como a grelina (hormônio da fome), a somatostatina (hormônio protéico) e o GHRH (hormônio da liberação do hormônio do crescimento).

Para que serve?

O GH é utilizado por atletas para o ganho de massa muscular e a queima de gorduras indesejadas.

Além disso, ele também é usado para reduzir o período de recuperação entre as séries de exercícios, assim como para a melhoria da resistência articular.

O GH ainda é capaz de realizar as seguintes funções: promover a produção de colágeno, melhorar as funções renais e fortalecer o sistema imunológico.

Como o hormônio do crescimento funciona?

Quando o GH é liberado pela hipófise para a corrente sanguínea, ele pode funcionar de duas formas diferentes. Dê uma olhada a seguir:

Direta: o hormônio liga-se aos receptores dos tecidos e permite que essas células se degradem em triglicérides, o que faz com que elas sejam utilizadas como fonte de energia.

Além disso, o GH previne que exista uma grande captura de lipídios (gorduras), o que contribui para a queima das calorias acumuladas enquanto evita que novos acúmulos sejam formados.

Indireta: depois de ser liberado na corrente sanguínea, o GH é levado até o fígado. Lá ele promove a liberação de um fator de crescimento chamado IGF-1 que por sua vez é liberado por mais tecidos graças ao GH.

O IGF-1 é essencial para o crescimento da massa muscular porque ele proporciona a proliferação das células que dão origem às fibras musculares.

Além disso, ele permite que os músculos e tecidos capturem um maior número de proteínas e aminoácidos.

Para você ter uma ideia do poder do IGF-1, ele ainda pode estimular a formação do tecido cartilaginoso, o que auxilia no crescimento e na saúde dos ossos.

Quais são os benefícios do GH para o corpo no ganho de massa muscular?

O hormônio GH auxilia os que buscam pela definição muscular e hipertrofia graças aos benefícios listados abaixo. Confira:

1 – Age na produção de proteínas

O GH é capaz de estimular uma produção elevada de RNA (ácido ribonucleico), que é fundamental para produzir novas proteínas através dos aminoácidos adquiridos a partir de suplementos ou de alimentos consumidos.

O hormônio do crescimento ainda consegue oferecer nutrientes para que as novas proteínas sejam sintetizadas.

Por consequência, irão existir mais proteínas disponíveis para a reconstrução dos tecidos musculares machucados durante os exercícios.

Tudo isso ajuda na prevenção dos processos catabólicos e na elevação do ganho da massa muscular.

2 – Reduz o acúmulo de gordura

É importante eliminar aquela camada de gordura que pode impedir a definição total dos músculos, certo? Mais um benefício do GH. Ele permite que as gorduras sejam queimadas para produzir energia das células.

Com isso, é possível notar uma diminuição no acúmulo de gorduras, assim como uma definição maior nos músculos.

3 – Regula as reservas de glicogênio

O glicogênio é quando, na reserva da massa muscular, a glicose não está em uma quantidade boa o suficiente para fornecer energia aos treinos intensos, o que pode gerar fadiga excessiva e o temível catabolismo dos músculos.

Por usar o acúmulo de gordura corporal como fonte de energia, o GH auxilia na economia das reservas de glicogênio, o que evita os processos catabólicos e proporciona um melhor desempenho físico durante os exercícios mais pesados.

6 Dicas para aumentar a produção do GH de forma natural

É possível elevar a produção do hormônio do crescimento sem necessariamente precisar consumir suplementos. Existem alguns fatores que permitem esse acontecimento. Descubra quais são a seguir:

Alimentação saudável: alguns tipos de alimentos ajudam a aumentar a liberação natural do GH. Normalmente eles são ricos em aminoácidos. Veja alguns exemplos: carne vermelha, soja, óleo de coco, iogurte, abacaxi, favas, entre outros.

1 – Sono profundo:

Por volta de 75% de todo o GH é produzido durante o sono. Portanto, ter uma noite tranquila e de sono profundo é essencial. Evite celulares e outros aparelhos eletrônicos antes de ir dormir, pois a luz azul pode prejudicar a qualidade de seu sono.

2 – Treino intenso:

Uma boa parte do GH é liberado durante os treinos de resistência. Procure fazer exercícios intensos que trabalham a maior quantidade de músculos possíveis. O agachamento é um ótimo exemplo disso.

3 – Baixo carboidrato:

O carboidrato aumenta o açúcar no sangue, o que consequentemente eleva a insulina que, por sua vez, inibe o GH. Por isso, prefira as massas integrais e consuma muitas frutas e legumes.

4 – Menos estresse:

Quando passamos por momentos estressantes, existe uma maior liberação de um hormônio chamado cortisol, que impulsiona o catabolismo, aumenta a fome e inibe o GH. Por outro lado, se estivermos bem, a quantidade do hormônio do crescimento é bem elevada.

5 – Suco verde:

Esses sucos verdes também são chamados de “detox”, porque desintoxicam o organismo de impurezas causadas pela alimentação. O fígado é o órgão que mais passa por essa “limpeza”, o que faz com que ele responda melhor ao GH e, por consequência, libere bons níveis de IGF-1.

6 – Treino HIIT:

A sigla HIIT quer dizer Treino Intervalado de Alta Intensidade e, apesar de ser bem pesado e indicado para atletas experientes, ele é uma maneira excelente de aumentar a liberação natural do hormônio GH. Começar a fazê-lo uma vez por semana já proporciona uma boa diferença.

Como funciona o hormônio GH sintético?

hgh Growth Hormone ciclo droga sintéticaPara quem não conseguir aumentar os níveis do GH de forma natural, é possível fazer o uso do GH sintético através de ciclos.

Normalmente ele é utilizado a partir de injeções que agem mais rápido na definição muscular e na queima de gordura.

Alguns profissionais dessa área afirmam que a utilização do GH sintético pode elevar o ganho de massa muscular por volta de 15%.

Ele transporta as calorias adquiridas pelos alimentos consumidos para construir proteínas novas enquanto reduz o acúmulo de gordura.

Como se pode notar, o GH sintético possui efeitos bem similares ao do GH natural e por isso é tão utilizado para o aumento da massa magra, melhora no desempenho físico e redução de gorduras corporais indesejadas.

Alguns especialistas ainda indicam que o GH seja usado em conjunto com outros esteroides anabolizantes, como a testosterona.

Quais são os efeitos colaterais do GH?

É muito importante prestar atenção nas dosagens de GH sintético. O ideal é que as quantidades sejam indicadas por profissionais da área de saúde.

Nunca utilize mais do que o necessário, pois você poderá sofrer com efeitos colaterais que variam de leves a graves.

Confira a seguir quais são os efeitos colaterais mais observados com relação ao GH:

  • Dores nas articulações e nos músculos;
  • Retenção líquida e inchaço;
  • Crescimento exagerado de áreas cartilaginosas, por exemplo o nariz;
  • Fraqueza muscular;
  • Resistência à insulina, o que pode piorar ou causar o tipo 2 de diabetes;
  • Acromegalia, um problema que afeta o crescimento de diversos tecidos do corpo (inclusive o muscular), fazendo com que eles cresçam de forma excessiva e não saudável. Essa condição pode atingir até os intestinos, o rosto e os ossos;
  • Síndrome do pseudotumor cerebral, também chamada de hipertensão intracraniana benigna. Não é uma doença fatal porque o tumor formado é benigno.

No entanto, seus sintomas são bem problemáticos: alterações visuais, mudanças na forma de andar, dores intensas na cabeça, náusea e vômitos, além de nervosismo e agitação.

Quais são as contraindicações para o GH?

Como qualquer medicamento ou suplemento, o GH sintético não é indicado para todas as pessoas.

Existem alguns grupos de risco que não devem, de maneira alguma, utilizar o GH sem antes procurar um médico de confiança.

Veja quais são:

  • Pessoas que sofrem com diabetes;
  • Indivíduos com pressão arterial alta;
  • Mulheres grávidas ou em fase de amamentação;
  • Pessoas em tratamento com algum medicamento controlado;
  • Crianças e adolescentes que ainda não completaram o crescimento ósseo;
  • Indivíduos que foram diagnosticados com algum tipo de tumor;
  • Quem tiver encefalite e herpes ocular, pois o GH pode “reativar” as infecções causadas pelos vírus;
  • Pessoas que sofrem com crises psicóticas, pois estudos observaram uma piora no quadro patológico com o consumo de GH.

Acha que o hormônio de crescimento GH é o ideal para suas necessidades? Não deixe de procurar um profissional a saúde, pois apenas ele poderá te indicar a dosagem ideal aos seus objetivos e tipo físico, com base em exames realizados.

Relatos – Resultados – Antes e Depois

Já utilizou o GH sintético através de ciclos? Quais foram os resultados? Teve colaterais? Deixe seu relato nos comentários abaixo e conte sobre como foi a sua experiência!

Lembre-se de que qualquer tipo de droga sintética ou suplemento, precisa de cuidados e responsabilidade. Respeite seus limites.

Mantenha uma alimentação saudável e um treinamento diário. Bons Treinos.


Veja também nossos artigos mais acessados:

Whey Protein – Você precisa ler isso!

BCAA – Para que serve e benefícios

Creatina – Qual a melhor? Veja lista

Termogênico – Saiba tudo!

Tribulus Terrestris – Veja 10 Benefícios [REVELADOS]

L Carnitina Emagrece? Funciona mesmo? [ATUALIZADO]

Melatonina – O que é, para que serve [ATUALIZADO]

ZMA – O que é e para que serve [TUDO REVELADO]

Glutamina – O que é e para que serve [Veja 11 Benefícios]

Suplementos Alimentares: O que são e para que servem

Orlistat – O que é e para que serve [ATUALIZADO]

Treino de Musculação para Hipertrofia – [21 DICAS]

Maca Peruana: O que é, Para que Serve, Benefícios e Como tomar


Equipe Grande Atleta

Nossa equipe está muito bem representada por grandes profissionais ligados a musculação e esportes de alto rendimento. Contamos com Educadores físicos, Nutricionistas Esportivos, Fisioterapeutas e Médicos.

  • 1

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *