fbpx

Escreva para pesquisar...

Hormônios

Testosterona: Como aumentar de forma natural

O que você sabe sobre a testosterona? Só que ela é conhecida como o “hormônio masculino”? Acredite, a testosterona é muito mais complexa e importante do que você você imagina. Ela é responsável por funções essenciais ao corpo.

Testosterona como aumentar de forma naturalNeste texto, conheça mais sobre a testosterona, qual é a sua função, quais são seus benefícios, efeitos colaterais e muito mais.

Continue lendo para se informar e entender melhor!

O que é?

A testosterona é um hormônio produzido de forma natural pelo nosso corpo, sendo um dos responsáveis pelas funções relacionadas ao ganho de massa muscular e à redução de gorduras indesejadas.

Apesar de ser considerada um “hormônio masculino”, a testosterona também é encontrada no corpo feminino, mas em quantidades bem menores do que as existentes no organismo dos homens.

É verdade que a quantidade de testosterona no corpo está ligada diretamente à facilidade de desenvolver massa muscular.

Muita gente tem problemas em ganhar músculos porque seus níveis de testosteronas estão desequilibrados.

Além disso, esse hormônio também tem funções sexuais muito importantes relacionadas à libido sexual, à performance e à ejaculação precoce.

Muitas pessoas conseguem recuperar uma vida sexual saudável após realizarem tratamentos com reposição de testosterona.

Níveis normais de testosterona

Os níveis normais de testosterona podem variar de acordo com a pessoa e idade. Em média fica entre 300 até 900 nanogramas (ng) por decilitro de sangue.

Para que serve?

Por ser o hormônio sexual masculino principal, a testosterona atua em questões envolvendo a fertilidade, o acúmulo de gorduras, a produção dos espermatozoides e dos glóbulos vermelhos.

Esse hormônio também é utilizado de forma sintética como os asteroides anabolizantes para que deseja aumento de força e ganho de massa muscular.

No corpo masculino, a testosterona costuma ser produzida nos testículos e em menor quantidade nas glândulas suprarrenais.

É a testosterona que controla as características sexuais secundárias durante a puberdade, como os pelos corporais e faciais, a voz, a altura e o crescimento dos órgãos sexuais.

É essencial ter quantidades saudáveis de testosterona para que um homem possa produzir esperma suficiente e assim ser capaz de ter filhos.

No corpo feminino, a testosterona normalmente é produzida através dos ovários e das glândulas suprarrenais.

A quantidade é bem inferior à contida no corpo dos homens, mas ainda sim faz parte de funções importantes.

Grande parte dessa testosterona produzida nas mulheres é transformada em estradiol, que é o principal hormônio sexual feminino.

De forma geral, a testosterona age na densidade óssea, na força muscular e no apetite sexual feminino.

Muitas pessoas necessitam da reposição de testosterona, pois níveis baixos ou desregulados podem causar problemas sérios, além de não permitirem o ganho de massa muscular ou a perda de gordura acumulada.

Quais são os benefícios da testosterona para o corpo?

Consumir suplementos ricos em testosterona normalmente é indicado para quem tem deficiência do hormônio no organismo ou atletas que treinam intensamente e desejam atingir a hipertrofia. Confira os maiores benefícios:

1 – Melhora o desempenho sexual:

Por elevar a quantidade de testosterona no corpo, o suplemento aumenta a libido e previne problemas de ereção;

2 – Proporciona mais força e resistência:

O aumento da testosterona promove mais energia e sagacidade, o que ajuda o atleta a ter um desempenho bem melhor durante os treinos;

3 – Ganho de massa muscular:

Esse costuma ser o benefício mais desejado por quem consome o suplemento. Como já explicamos, a testosterona é fundamental para a formação de músculos;

4 – Perda de gordura indesejada:

Por aumentar a energia do corpo, a testosterona permite que exista um maior gasto de gordura/calorias, o que faz com que os acúmulos sejam bem reduzidos.

Como aumentar a produção de testosterona de forma natural?

Existem algumas maneiras de aumentar a produção da testosterona de forma natural sem precisar consumir suplementos ou remédios. Confira algumas dessas maneiras a seguir:

Exercícios físicos:

Praticar exercícios físicos é ótimo para a testosterona, pois estas atividades exigem bastante de seu corpo e trabalham vários grupos musculares.

Os principais são:

Diminuir o consumo de álcool:

A ingestão de produtos alcoólicos pode reduzir em até 25% a testosterona nos homens, assim como prejudica a produção de esperma e ainda aumenta as chances das lesões testiculares.

Alimentos:

O que você come também tem muito a ver com a produção de testosterona.

Procure encaixar os ácidos graxos essenciais em sua dieta, como os ômega 3 e 6. Nunca se esqueça de consumir muitas proteínas.

Elas são fundamentais para a formação dos tecidos musculares.

Vegetais crucíferos podem diminuir o estrogênio e aumentar a testosterona. Entre alguns deles estão o repolho, a couve, o agrião, o nabo e o brócolis.

Algumas frutas também são muito importantes para os atletas, como abacates e bananas, pois elas são ricas em gordura mono e vitamina B, substâncias necessárias para a boa produção de testosterona.

Apesar de seu consumo não ser tão comum no Brasil, a ostra contém grandes quantidades de zinco, que é um mineral inibidor da enzima que converte a testosterona em estrogênio.

Suplementos que aumentam a testosterona

Alguns suplementos como o tribulus terrestris, DHEA e ZMA podem contribuir para aumentar de forma natural a produção de testosterona.

GH sintético x Testosterona = qual utilizar?

esteroides testosteronaO GH é o hormônio do crescimento

Todos os seres humanos saudáveis o possuem em seu organismo, sendo que ele é mais ativo durante a infância e adolescência.

Os laboratórios de suplementos criaram uma versão sintética dele.

O hormônio GH sintético é indicado a quem deseja perder a gordura acumulada, ganhar massa muscular e prevenir o envelhecimento precoce.

Ele é muito comparado à Testosterona e algumas pessoas têm dúvidas sobre qual utilizar.

A verdade é que os dois são eficientes e servem a seus propósitos. Contudo, a Testosterona é superior ao GH no quesito ganho de massa muscular, enquanto o GH é melhor para eliminar a gordura.

Então, se você quer apenas uma das duas coisas, vale a pena escolher ou um ou outro.

Por outro lado, se você desejar o combo ganhar massa magra + perder a gordura indesejada, pode consumir os dois em conjunto e em ciclo.

Dessa forma, os resultados serão mais rápidos, tanto para a redução de gordura corporal quanto para o ganho da massa muscular.

Nunca deixe de buscar orientação médica e/ou nutricional para iniciar o uso dos suplementos.

Quais são os efeitos colaterais da Testosterona?

É importante sempre buscar esta orientação antes de fazer o consumo da Testosterona sintética, pois ela pode causar alguns efeitos colaterais que variam de leves até graves. Depende de cada indivíduo e da quantidade consumida.

Por isso também é essencial lembrar de controlar a dosagem por dia e nunca consumir mais do que lhe foi indicado pelo fabricante ou pelo nutricionista/médico.

Normalmente, são nesses casos que as consequências aparecem.

Confira quais são os principais efeitos colaterais a seguir:

Acne:

Altos níveis de testosterona no organismo podem causar uma explosão de acne (espinhas e cravos), especialmente em homens. Cuidado com o consumo excessivo.

Mudança de comportamento:

A testosterona está associada a algumas alterações de humor desagradáveis.

Ela pode deixar os homens mais agressivos e irritáveis, especialmente aqueles que já têm uma vida estressante. Nesse caso, o indivíduo pode ter sérias crises de raiva.

Pressão alta:

A testosterona sintética pode elevar de forma significativa a pressão arterial do consumidor, em especial se ele já possui níveis saudáveis de testosterona e está usando o produto apenas para ganhar massa.

Tremedeira:

Tremores corporais são um dos principais efeitos colaterais de quem utiliza testosterona.

Dependendo da quantidade do hormônio no corpo, a tremedeira pode ser bem intensa e desconfortável.

Distúrbios do sono:

Já que a testosterona está ligada ao ciclo do sono, algumas pessoas consumindo o suplemento podem sofrer com certos problemas durante a noite, como insônia e apneia do sono.

Calvície:

Outro efeito bem comentado sobre a testosterona sintética nos homens.

Se não tiverem cuidado com a ingestão, podem acabar perdendo cabelo e desenvolvendo a calvície, algo que está longe de ser desejado.

Alterações no colesterol: é um efeito bom para os idosos que consomem testosterona, pois eles podem ser beneficiados com a redução do colesterol LDL (o ruim) e o aumento do colesterol HDL (o bom).

Retenção líquida:

É possível encontrar consumidores de testosterona que sofram com a retenção dos líquidos no corpo, o que causa inchaço, pode aumentar a pressão sanguínea e ainda é capaz de “cobrir” os músculos.

Problemas cardiovasculares:

Por afetar a pressão arterial, o uso descuidado da testosterona pode gerar consequências graves ao coração, como a arritmia cardíaca.

Isso porque a substância pode causar um desenvolvimento irregular de fibras, o que faz com que ventrículo esquerdo do órgão seja desproporcional ao resto.

Como resultado, as batidas do coração ficam desreguladas.

Aparecimento de tumores:

Este é com certeza um dos efeitos mais graves da lista e que depende de uma série de fatores, além da suplementação.

Geralmente os tumores aparecem no fígado e podem ou não regredirem com a interrupção do consumo. Mais um motivo para consultar um médico.

Dores musculares e articulares:

Apesar de os músculos realmente se desenvolverem com rapidez, é possível que haja uma desregulação em seu crescimento, pois sua velocidade não é compatível com as estruturas que o cercam, como as articulações, que continuam crescendo de forma gradual.

Dessa forma, os músculos ficam muito pesados para elas, o que pode causar dores contínuas e lesões sérias.

Dor de cabeça:

A intensidade das dores de cabeça pode variar dependendo da quantidade de testosterona no organismo.

É possível sofrer com enxaquecas intensas ou simples dores passageiras.

Nas mulheres:

As mulheres precisam ter um cuidado extra na hora de iniciarem a suplementação de testosterona porque em quantidades elevadas ela pode mudar algumas características sexuais secundárias como a voz, o crescimento de pelos, o atrofiamento dos seios e o inchaço do clitóris.

Para quem a testosterona é contraindicada?

Se você pertencer a algum dos grupos abaixo, lembre-se de consultar um profissional da saúde antes de iniciar o tratamento.

É importante evitar ao máximo o consumo da testosterona caso você não tenha certeza de sua condição física.

  • Pessoas com hipertensão;
  • Indivíduos com diabetes;
  • Portadores de doenças cardiovasculares;
  • Pessoas que apresentam mobilidade limitada;
  • Mulheres grávidas ou em fase de amamentação;
  • Indivíduos em tratamento com remédios controlados.

É muito importante reforçar o perigo de se utilizar a Testosterona sem antes consultar um profissional, pois os efeitos podem ser graves.

Seja sempre responsável e aproveite para nos contar como foi a sua experiência com o produto.

Equipe Grande Atleta

Nossa equipe está muito bem representada por grandes profissionais ligados a musculação e esportes de alto rendimento. Contamos com Educadores físicos, Nutricionistas Esportivos, Fisioterapeutas e Médicos.

  • 1

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *