Escreva para pesquisar...

Suplementos para ganhar Massa Muscular

BCAA – Para que serve e benefícios [APROVADO]

O suplemento de BCAA serve para ganhar massa muscular e auxiliar no emagrecimento? Ele engorda? Tem efeitos colaterais? Essas e várias outras perguntas nós respondemos agora! Veja e não cometa erros!

O que é BCAA

O BCAA (Branch Chain Amino Acids), são aminoácidos de cadeia ramificada que representam algo em torno de 30% das proteínas musculares.

Os aminoácidos, neste caso o BCAA, são pequenas partes de uma estrutura que forma uma cadeia peptídica e várias cadeias peptídicas formam uma molécula de proteína.

Dentro de um grupo de 20 aminoácidos que são utilizados pelo organismo humano existe uma divisão: aminoácidos essenciais e aminoácidos não essenciais.

Os aminoácidos não essenciais são aminoácidos produzidos pelo próprio organismo.

Já os aminoácidos essenciais são aqueles que não são sintetizados pelo corpo humano, sendo necessária sua ingestão através de alimentos fonte ou por meio de suplementação.

Os aminoácidos de cadeia ramificada, como os BCAAs, fazem parte do grupo dos aminoácidos essenciais. São eles a valina, leucina e isoleucina.

Os aminoácidos de cadeia ramificada estão presentes em todo tipo de alimento de origem animal, como carnes, ovos e leites e derivados.

Na suplementação existem produtos derivados do soro do leite que chegam a ter até o dobro da quantidade de aminoácidos de cadeia ramificada que os alimentos fontes.

Enquanto nos alimentos é possível encontrar níveis de 15%, nos suplementos podemos ver níveis de até 30% de BCAAs.

O suplemento de BCAAs é composto de aminoácidos de cadeia ramificada (Leucina,Valina e Isoleucina), vitamina B6 (Piridoxina), corantes e aromatizantes.

Funções da suplementação com BCAA

Pacientes com quadros clínicos delicados, como:

  • A suplementação de BCAA é muito utilizada em casos de pacientes com quadro de doenças catabólicas, ou seja, doenças que demandam um alto consumo de proteína pelo organismo;
  • No caso de queimados, a suplementação de BCAAs pode ajudar na regeneração muscular;
  • Também pessoas acamadas a muito tempo, que desenvolvem úlceras de pressão, necessitam de uma maior síntese muscular para recuperar todo tecido perdido. Neste caso o BCAA é muito recomendado;
  • Em alguns casos de câncer, o BCAAs também pode ser usado para evitar grande perda de peso ou recuperar o peso perdido previamente;

Praticantes de atividades físicas que visam massa muscular:

  • O uso de BCAA também é indicada para pessoas que praticam atividades físicas de grande esforço ou de muito tempo de duração, como atletas e fisiculturistas;
  • Pessoas que praticam atividades físicas de médio porte também podem ver os benefícios da ingestão do suplemento de BCAAs, já que a mesma auxilia a perda de peso e na melhora do condicionamento físico;
  • Por agir diretamente para evitar a perda muscular a suplementação dos aminoácidos de cadeia ramificada pode ser de grande valia para quem almeja ganho de massa muscular;

Benefícios do BCAA:

Alguns estudos sobre a suplementação de BCAAs, realizados para entender melhor o verdadeiro efeito desses nutrientes durante os períodos de exposição do organismo à treinos pesados, dizem que o único beneficios que é capaz de ser comprovado é a redução da fadiga central.

Porém pessoas que fazem uso do BCAA como suplemento, relatam sentir muito mais benefícios que apenas redução da fadiga. Os principais relatos sugerem aumento da síntese muscular, diminuição da degradação muscular, recuperação mais rápida no pós treino, aumento da resistência muscular e diminuição da fadiga muscular.

Diminuição da fadiga com o uso do BCAA:

A fadiga é causada pelo aumento de triptofano livre no organismo liberado pelo músculo durante o exercício, o triptofano se ligar em receptores hematoencefálica que libera sinal de fadiga para o corpo.

O BCAA atua competindo com o triptofano pela ligação hematoencefálica, diminuindo assim a quantidade de triptofano que consegue chegar aos receptores, consequentemente retardando o efeito de fadiga.

Síntese Muscular com o consumo do BCAA:

Os aminoácidos de cadeia ramificada também atuam na síntese muscular através de estímulo na produção de insulina, com a elevação desse hormônio no organismo ocorre um aumento na absorção de nutrientes, inclusive os aminoácidos que são componentes essenciais na formação de novas fibras musculares.

Ação anti-degradação através do BCAA

A ação de anti-degradação muscular ocorre pois os aminoácidos de cadeia ramificada atuam diretamente nos músculos durante atividades de grande esforço.

O fígado libera os BCAAs com o objetivo de que esses cheguem ao músculo que está sendo exercitado e ali atue como fonte de energia evitando o consumo muscular.

Rápida recuperação no pós-treino com ajuda do BCAA:

A recuperação de pessoas que consomem o suplemento de BCAA ocorre de forma mais rápida pela ação do nutriente em diminuir a degradação e também por atuar na regeneração muscular.

Melhora na performance durante os exercícios por conta do BCAA:

Essa melhora ocorre pela maior liberação de insulina, dita anteriormente, que facilita a entrada de glicose nas células, garantindo seu suprimento de energia durante o exercício e também pela junção de todos os outros benefícios já citados, que quando combinados inevitavelmente melhoram o desempenho como um todo.

Suplementação DE BCAAs para emagrecer:

Não existe ainda estudos que comprovem alguma relação direta entre a suplementação de BCAAs com a perda de peso, porém quando utilizado juntamente com uma dieta balanceada e atividades físicas pode auxiliar na saciedade.

Também é preciso lembrar que com a melhora da performance e aumento da resistência em treinos mais pesados, consequentemente haverá maior gasto energético e perda de peso.

Outro fator é o aumento de peso oriundo do ganho de massa magra, em pessoas com treinos de ganho muscular pode haver até mesmo ganho de peso, diferente do ganho de peso por alto consumo calórico esse ganho é somente pelo aumento da massa muscular.

O Uso excessivo de BCAA engorda?

Dentre muitos outros efeitos colaterais que podem ser causados pelo consumo excessivo de BCAAs está o ganho de peso.

Só o fato de tomar o suplemento não acarreta em ganho de peso, porém quando consumido de forma exagerada pode sim haver aumento do peso corporal já que todo macronutriente (como as proteínas) extra presente no organismo é transformado em reserva calórica.

Obviamente que seria necessário uma quantidade muito exagerada para ocorrer isso, mas é melhor não correr o risco e seguir orientação de um profissional na hora de tomar o BCAA.

Efeitos colaterais do BCAA:

O BCAA, por ser um suplemento que contém somente componentes naturais não são comum relatos de efeitos colaterais. Porém quando consumido de forma exagerada ou por longos períodos pode acarretar alguns sintomas como:

  • Alterações na glicose sanguínea :

O suplemento atua no aumento da liberação de insulina e isso quando em excesso acarreta queda de glicose no sangue ;

  • Sobrecarga dos rins e fígado: 

Para pessoas com histórico ou com problemas renais e hepáticas pré-existentes, o consumo exagerado e de forma errada, pode causar sobrecarga renal e hepática que quando não controlada pode levar até mesmo a falência desses órgãos;

  • Náuseas e dores estomacais:

Podem ocorrer já que o estômago recebe grande carga do nutriente;

  • Dores de cabeça:

As dores de cabeça ocorrem pelo aumento desordenado na quantidade de aminoácidos de cadeia ramificada se ligando aos receptores hematoencefálica.

  • Queda na performance durante treinos:

Essa queda ocorre pois em excesso o suplemento gera um aumento nos níveis de amônia no músculo e também no sangue.

Dosagem e como tomar os BCAAs

BCAA em pó capsulas ou liquido como tomar

O que os estudos dizem SOBRE o BCAA?

Ainda são muito controversos os estudos que citam quando e qual a melhor maneira de consumir os aminoácidos de cadeia ramificada.

Existem vários estudos que mostraram que a ingestão do suplemento de BCAAs deve ser feito antes, durante e depois dos exercícios de longa duração, alegando que esse tipo de exercício acarreta grande degradação muscular, o que seria minimizados com a carga de BCAAs oriunda da suplementação frequente durante o exercício.

Por outro, lados existem pesquisas que dizem que o suplemento só deve ser consumido até 1 hora antes do treino e 2 horas depois, pois sua alta concentração no sangue e no músculo aumentam a liberação de insulina por parte do pâncreas afetando os níveis sanguíneos de glicose e afetando negativamente a performance do atleta.

Como tomar cada versão do BCAA:

Os suplementos de BCAAs podem ser encontrados em 4 versões, cápsula, pó, líquido e injetável.

BCAA em cápsulas: A recomendação do fabricante para a ingestão de cápsulas é que se consuma entre 2 cápsulas antes do treino e mais 2 no pós treino.

BCAA em pó: Para a ingestão do bcaa em pó a recomendação é de consumir 5g do suplemento diluído em 200ml de água de 1 a 3 vez por dia.

BCAA Líquido: Para a versão líquida a recomendação é tomar 1 colher de sopa BCAA quinze minutos antes, ou imediatamente após o treino.

BCAA Injetável: No caso do suplemento de BCAA injetável o indicado é a aplicação de 10ml semanalmente.

Contraindicação:

Não foram achados registros de contraindicações por parte dos fabricantes em relação ao BCAA.

Porém alguns grupos de pessoas devem evitar o consumo do produto sem devido acompanhamento médico.

Intolerância à lactose:

Pessoas com intolerância à lactose devem evitar o consumo de BCAA já que contêm componentes do leite em algumas marcas, sempre verificar a embalagem antes.

Mulheres que queiram engravidar ou amamentando:

Apesar de não haver relações comprovada entre a dificuldade de engravidar e o uso de BCAA, mulheres que fazem ou fizeram uso do suplemento por algum tempo relatam certas dificuldades de engravidar. Ainda requer mais estudos, mas antes de utilizar é recomendado consultar o médico. Isso também vale para mulheres que estejam amamentando.

Crianças e idosos:

Pela maior fragilidade do organismo esses dois grupos de pessoas só devem utilizar desse recurso de suplementação casos seja prescrito por médico;

Pessoas com doenças renais ou hepáticas:

A suplementação acarreta sobrecarga renal e hepática que pode causar consequências à pessoas que já tenham doenças renais ou hepáticas;

Pessoas com diabetes: 

A suplementação com aminoácidos de cadeia ramificada como o BCAA causa aumento na liberação de insulina no sangue podendo causar grandes quedas de glicose no sangue em pessoas com diabetes.

Cuidados antes de utilizar:

Outro cuidado que deve ser tomado por parte das pessoas que desejem iniciar o uso da suplementação de BCAA é quanto a possíveis interações medicamentosas.

  • Pessoas que fazem uso de Levodopa (medicamento utilizado para o tratamento de Mal de Parkinson), podem ter seu efeito reduzido com a utilização da suplementação de BCAA;
  • Pessoas que fazem uso de medicamentos para diabetes também devem evitar o uso da suplementação já que juntos podem causar queda drástica dos níveis de glicose no sangue;
  • Outros medicamentos que devem ser evitados junto com a suplementação de BCAA são os corticosteróides; hormônios da tireoide e Diazoxida.

Diferentes tipos de BCAA:

A suplementação de BCAA está disponível em diversas formas, a escolha  da melhor opção se dá particularmente já que o adepto do suplemento devem definir quais as características que são mais importantes para os seus objetivos.

BCAA  em cápsula:

As cápsulas apresentam vantagens como praticidade para ingerir e não tem gosto, porém, como desvantagens temos a baixa digestibilidade. O preço varia bastante dependendo da quantidade de cápsulas e fabricante,  mas se mostra uma opção acessível pelo custo x benefícios e é uma das versões mais consumidas.

BCAA em pó:

É a forma mais barata do produto, tem rápida absorção, maior concentração dos aminoácidos, por outro lado apresenta sabor desagradável e necessita de líquido para ser diluído antes do consumo. Também está junto com o BCAA em cápsula, uma das versões mais consumidas do BCAA.

BCAA injetável:

Se torna uma opção por ser aplicado semanalmente e com uso de apenas 3 meses, tem como desvantagens a necessidade de aplicação intramuscular e ser necessário prescrição médica. É a opção mais cara pois junto com o preço do produto devemos incluir o preço das aplicações e as consultas com um médico especialista.

Como não existe nenhum estudo que comprove a eficácia do BCAA injetável, especialistas recomendam não utilizar nessa versão, já que é custo mais elevado e pode ser que esteja desperdiçando dinheiro.

BCAA líquido:

Melhor palatabilidade já que apresenta versões com sabores, fácil consumo, tem desvantagens como menor concentração de nutrientes já que junto contêm outro ingredientes. Mesmo não sendo uma opção tão cara necessita de grandes dosagens.

6 Perguntas frequentes com a suplementação de BCAA:

1° O consumo regular de BCAA engorda?

Não. O suplemento é composto apenas de aminoácidos que atua principalmente na síntese muscular, o consumo correto auxilia indiretamente no emagrecimento já que atua aumentando a resistência durante os exercícios físicos.

2° A suplementação de BCAA causa retenção de líquido?

Não. A composição do suplemento é unicamente de aminoácidos de cadeia ramificada, portanto não contém ingredientes que possam causar retenção de líquidos.

3° A ingestão de BCAA pode causar doença renal?

A suplementação feita da forma correta e com acompanhamento profissional não causa doenças renais, porém, quando consumido em excesso pode contribuir para o aparecimento de doenças renais, em determinados casos como falamos agora pouco.

4° Posso tomar BCAA com outros suplementos e termogênicos?

Sim, você pode tomar BCAA com outros suplementos proteicos como a Albumina, Whey Protein, Caseína, etc. Também com outros aminoácidos como a Creatina e Glutamina. Com carboidratos concentrados como a dextrose, maltodextrina, Waxy Maize, etc. E também com termogênicos e emagrecedores.

Mas tem um grande porém, você pode tomar o BCAA com esses outros suplementos e termogênicos, mas desde que eles tenham sido recomendados por profissionais da saúde. Para não ocorrer erros e nem exageros que comprometam sua saúde.

5° Tomar BCAA com outros suplementos aumenta os resultados?

Sim. quando consumido com termogênicos, Glutamina, Creatina e Arginina nota-se uma melhora nos resultados apresentados, mas não são os únicos fatores para isso, dieta e treino constante, além de o descanso, são fatores principais para ter resultados.

6° É preciso “ciclar” o BCAA para evitar efeitos colaterais?

Não. Por ser composto apenas de aminoácidos, que são componentes já presente no organismo, o corpo digere o suplemento naturalmente.

Guia rápido sobre o BCAA

Abaixo preparamos um guia rápido com um resumo de tudo que precisar saber sobre BCAA suplemento. Não esqueça de compartilhar com seus amigos.

Importância do acompanhamento de um especialista para suplementação de BCAA:

Apesar de ser um produto composto apenas de ingredientes naturais o seu consumo de forma errada, em excesso o BCAA pode, teoricamente, causar efeitos colaterais.

As dosagens de BCAA devem ser definidas individualmente, pois variam de acordo com os objetivos esperados da suplementação, o peso corporal, a idade, o sexo e até o tipo de treino e dieta alimentar.

É indispensável que antes de começar o uso de qualquer tipo de suplemento um médico ou nutricionista seja consultado para orientar a melhor forma de consumo, as dosagens corretas e assim alcançar melhores resultados sem jogar dinheiro fora.

BCAA – Para que serve e benefícios [APROVADO]
5 (100%) 1 vote

Compartilhe
Equipe Grande Atleta

Nossa equipe está muito bem representada por grandes profissionais ligados a musculação e esportes de alto rendimento. Contamos com Educadores físicos, Nutricionistas Esportivos, Fisioterapeutas e Médicos.

  • 1

1 Comentários

  1. Richard 11 de julho de 2018

    Excelente o artigo, esclareceu todas as minhas dúvidas! tenho aqui bcaa e creatina e vou deixar então pra tomar o bcaa antes da academia e ai tomo a creatina depois quando chegar em casa. Valeu pessoal!

    Responder

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *