Escreva para pesquisar...

Fisiculturismo

Fisiculturismo Feminino: Como Surgiu, Categorias e Principais Atletas

Fisiculturismo (ou bodybuilding, em inglês), como você já deve saber, é uma modalidade competitiva na musculação em que o objetivo é obter a mais perfeita simetria com o aumento da massa e definição muscular, conforme a categoria a ser disputada.

Naturalmente, o fisiculturismo feminino é uma modalidade voltada para o público mulheres.

Algumas características são consideradas prioritárias nas etapas de exibição dos concursos de fisiculturismo feminino ou masculino.

Para saber mais sobre fisiculturismo feminino, continue lendo!

Como surgiu o Fisiculturismo Feminino

As origens do fisiculturismo feminino remontam a concursos que eram, praticamente, apenas de biquini. Isso aconteceu nos Estados Unidos, com competições como o Miss Physique.

Mesmo que bem distantes de como são hoje, ainda assim foram relevantes para o início do bodybuilding para mulheres.

Chegou, então, aos anos 1970 ganhando força, tendo especificamente o ano de 1978 como um marco.

Nele, foi feito o que se considera atualmente o primeiro campeonato de fisiculturismo feminino em que o aspecto muscular foi o primordial.

Estava, de fato, iniciada a categoria entre mulheres. A partir daí, competições começaram a surgir cada vez mais.

Em 1980, temos o que se considera o início da era moderna do fisiculturismo feminino.

A National Physique Comittee (NPC) passou a financiar alguns concursos amadores, além do Ms. Olympia e do Ms. International, mais específico para profissionais.

Assim, resumidamente, esta é a linha do tempo, em décadas:

  • Anos 1960: o fisiculturismo feminino era embrionário, com competições que se assemelhavam
  • Anos 1970: surgem, de fato, as primeiras competições de fisiculturismo feminino
  • Anos 1980: crescimento do esporte, com novas competições e novas bodybuilders
  • Anos 1990: expansão para outras regiões, para além do cenário norte-americano
  • Anos 2000: novas fisiculturistas, e mais jovens, começam a se destacar

Como é no Brasil

Nos anos 1980, o fisiculturismo nos EUA, então, estava começando a ter o seu auge.

No Brasil, por outro lado, isto ainda não era realidade, e não havia competições para as mulheres. No entanto, elas não desistiram.

Hoje em dia, embora o fisiculturismo feminino brasileiro ainda lute por maior notoriedade, existem muitas mulheres que concorrem. Como vou expor abaixo, inclusive, a categoria Wellness (mais leve junto com a Bikini) é própria do país.

Há atletas amadoras e profissionais. Uma dos destaques é a atleta alagoana Dani Balbino, que, no ano de 2013, venceu a categoria Overall Physique no concurso Arnold Classic.

Outras atletas do fisiculturismo feminino de destaque atualmente no Brasil são:

Étila Santiago – Categoria Bikini, possui diversos títulos internacionais

View this post on Instagram

➖Leiam/ read it❣️ Se você só busca TER, provavelmente em algum momento vai se sentir desconectado. Se você busca SER, você jamais vai perder a confiança na vida.⁣ ⁣ A JORNADA É SOBRE O QUE VOCÊ SE TORNA e não sobre o que você conquista. Foque em se transformar, em evoluir como pessoa, em se entender e se respeitar. O resto vem, acontece e chega quando você se torna sua prioridade.⁣ Em cada ação, pergunte a si mesmo: "isso que eu estou fazendo está alinhado com a jornada que eu quero construir?". Se observar e se criticar – de forma saudável é essencial.⁣ ⁣ Você tem total responsabilidade pela pessoa que você É. O que acontece externamente, nem sempre é possível controlar, mas o que você fala, faz e decide é totalmente responsabilidade sua e isso é um presente. Tome essa decisão por si mesmo, pela pessoa que você veio ser nessa vida. Depois, parta para a ação. É agindo que nós nos tornamos. É na ação que nós construímos a jornada extraordinária que é a vida. Começa a perceber quem você vem sendo e foca em ser cada vez mais sua MELHOR VERSÃO. Essa é a melhor forma de conquistar qualquer outro objetivo, porque quando você é o melhor que pode ser, você é merecedor de muito. ✨🌎 {B.A.} . #ÉtilaSantiago #ifbbpro #bikinipro #curls

A post shared by Étila Santiago 🇧🇷 𝖨𝖥𝖡𝖡 𝖯𝖱𝖮 (@etila) on


Anne Freitas – Já mudou de categoria algumas vezes, sendo a principal, categoria Figure.

eBook Grátis 7 Suplementos que Funcionam

Uma das atletas mais antigas a competir da lista e também a com maior número de conquistas. Já esteve no Olympia em 2012, 13, 14, 16 e 18.

View this post on Instagram

Nunca nada mágico acontece sem seu comprometimento. As pessoas em torno de você podem sentir esse seu forte desejo, é contagioso. Elas não somente se tornam inspiradas para ajudá-lo e apoiá-lo como também se sentem mais inspiradas para ir atrás de seus sonhos. P.S: Esse bronze @protanbrasil_oficial poderoso e maravilhoso ?!?!😲😍 • • • • • Nothing magical ever happens without your commitment. People around you can feel your strong desire, it’s contagious. Not only do others become inspired to help you and support you, but they also feel more inspired to go after their own dreams. P.S: This wonderful and powerful @protan_official tanning 😲😍!!?? • #AnneFreitas #Womensphysique #IfbbPro #TeamPannain #NewMillen #purpose #proposito @ricardopannain @newmillenoficial

A post shared by ANNE LUISE FREITAS (@anneluisefreitas) on


Elisa Pecini – Também da categoria Miss Bikini com diversos títulos internacionais

View this post on Instagram

FAÇA ALGO QUE FAZ O SEU CORAÇÃO VIBRAR! Quem está acompanhando os stories sabe que está vindo Um projeto que sinceramente estou muito motivada e empolgada para entregar o melhor conteúdo para vocês na experiência de um Workshop Ao vivo da categoria Bikini, eu e minha equipe estamos dispostos e trabalhando para isso! . . Meus workshops presenciais que estavam agendados na Ásia foram remarcados para o fim do ano por causa da fase atual que estamos vivendo, então VOCÊ que quer EVOLUIR não deve ficar fora dessa e participar de um workshop no conforto da sua casa. . OBS: SEMANA QUE VEM TEREMOS A SEMANA DO BIKINI • LIVE TODOS OS DIAS ! . . DO SOMETHING THAT MAKES YOUR HEART VIBRATE! Whoever is following the stories knows that it is coming A project that I sincerely am very motivated and excited to deliver the best content for you in the experience of a Live Workshop in the Bikini category, my team and I are willing and working for it! . . My face-to-face workshops that were scheduled in Asia were rescheduled for the end of the year because of the current phase we are living in, so YOU ​​who want to EVOLVE should not stay out of this and participate in a workshop in the comfort of your home. . NOTE: WEEK COMING WE WILL HAVE THE BIKINI WEEK • LIVE EVERY DAY!

A post shared by ELISA PECINI (@isapecini) on

Veja a Isa Pecini levando o Olympia 2019 na categoria Bikini


Angela Borges – Uma das atletas mais famosas do Brasil e multicampeã. Categoria Welness


Angelica Teixeira – Categoria Bikini


Susana Rodriguez  – Atleta Wellness Pro e Tri Campeã Mr. Olympia


Francielle Mattos – Categoria Welness – Multicampeã internacional 


Jeniffer Endringer – Atleta IFBB Pro da categoria Welness –  16X Campeã


Giselle Machado – 20 Títulos 2x levando o Overall

View this post on Instagram

#tbt De um dos eventos mais importantes e respeitados no meio Bodybuilding onde me sagrei Bi campeã por dois anos consecutivos 🙏🏻🥰 Uma preparação árdua porém muito prazeirosa ❤️💪🏻 Cada segundo, cada centavo, tudo que investi valeu a pena! Sensação mais indescritível da vida 🙏🏻🙏🏻❤️ Esse ano vai ter o Tri Campeonato… e quero saber quem vai vir comigo e participar desse evento que é um sucesso internacional aqui no Brasil 🇧🇷🤩🙌🏻 Pro League o único caminho para os maiores eventos do planeta, você atleta junte-se a nós e sinta na pele como é se apresentar em um evento organizado e inesquecível 🥰🙏🏻 @npcnewsonlineofficialpage Vem abril! 👐🏼❤️😍 #WellnessPro #ProDivion #Npc #ProLeague #ProLeagueSC #ArnoldClassic2020

A post shared by Giselle Machado (@coachgiselemachado) on

Principais campeonatos e categorias

Existem algumas categorias específicas de fisiculturismo feminino. Para ser mais exato, elas estão definidas, principalmente, em quatro, dispostas abaixo. Todas exigem muito das competidoras em relação a musculatura, cardio e nutrição.

1. Bikini Fitness

A categoria Bikini é a que mais tem popularidade no fisiculturismo feminino atualmente. As competidoras, aqui, são julgadas por aspectos como a atitude no palco e aparência física geral (contando pele, musculatura, etc). As subcategorias são por altura.

O mais importante é ter uma estrutura equilibrada. A cintura, deve ser pequena, preferencialmente. Já com relação às pernas, são mais valorizadas as mais longas e mais torneadas.

2. Body Fitness

Essa é uma das categorias que mais exige em termos de musculatura desenvolvida. Conjuntamente, necessita das competidoras que tenham coreografias e apresentem-nas aos jurados, os quais irão avaliar.

Valoriza-se mais, nesta categoria, um alto volume muscular, com tônus simétrico. Ombros largos, pernas fortes e tudo isto bem malhado. Seu percentual de gordura deve ser o mais baixo possível, quase 0. Cabelo e beleza facial são valorizados também.

3. Wellness

Este é mais específico das competições realizadas no Brasil. A categoria Wellness também valoriza mais um corpo bem sarado, sobretudo do que é bastante valorizado no país – como as coxas e o bumbum, não sendo visto como desproporcional.

Ter um baixo percentual de gordura e as coxas e glúteos bem malhados é o principal. Assim como outras categorias, também tem modalidades por altura.

4. Women’s Physique

Nesta categoria de fisiculturismo feminino, a mulher deve dar um valor mais elevado à musculatura. Seu desenvolvimento e sua definição devem ser extremos, respeitando ainda uma certa feminilidade, principalmente em volume e silhueta.

Os critérios de avaliação são esses:

  • Proporção
  • Silhueta
  • Volume
  • Definição
  • Postura
  • Como caminha
  • Poses

Atletas famosas Internacionais

Ainda que muitas atletas tenham feito sucesso no passado, existem muitas outras que hoje em dia botam para quebrar. Alguns exemplos das bodybuilders do sexo feminino mais famosas atualmente são as seguintes:

Helle Trevino: vencedora do 2019 Rising Phoenix World Championship na categoria Overall

Irene Andersen: sueca, já ganhou diversos títulos e é popular na internet

Monique Jones: a americana de 41 anos é conhecida como “mulher maravilha”

Iris Kyle: é considerada, talvez, a maior fisiculturista profissional de todos os tempos

Cydney Guillon: tricampeã do Ms. Olympia

Aleesha Young: considerada a com maior musculatura pelo Rising Phoenix World Championships em 2019

Oksana Grishna: a russa do fisiculturismo feminino é considerada uma das mais belas, combinando físico a feminilidade

Dicas para começar

Algumas atletas do fisiculturismo, amadoras e profissionais, já deram algumas dicas de como começar.

Em primeiro lugar, por certo, é preciso ter vontade, paciência e disposição para se dedicar mesmo a este processo de ganho de construção de um físico harmonioso, que é árduo e requer muito disciplina.

Ter um acompanhamento profissional é imprescindível para se ter sucesso no fisiculturismo independente da categoria. Mesmo para amadores, não é fácil chegar a ponto de se tornar competitivo.

Além disso, há outras recomendações:

1. Dedique-se a uma categoria

Se você prefere uma ou outra categoria do fisiculturismo feminino e deseja competir, dedique-se a ela. Assim, você poderá potencializar os resultados.

2. Procure os profissionais certos

Profissionais como personal trainer, nutricionista e acompanhamento médico são indispensáveis no fisiculturismo feminino. Eles saberão quais exercícios indicar e suplementos para tomar, por exemplo.

3. Adeque sua rotina

Uma rotina pesada de treinos e que exige dedicação diária: é assim que funciona o fisiculturismo feminino.

Uma periodização de treinamento é essencial para que posso construir uma boa base, ter condicionamento e um construção muscular simétrica não só pela questão estética, mas para prevenir futuras lesões, já que também se corre esse risco em atletas do fisiculturismo.

4. Saiba se alimentar

Meio obvio, já que qualquer praticante de musculação precisa ter a dieta alinhada ao seu treino e descanso, mas a alimentação para uma atleta de fisiculturismo feminino não pode correr risco de sair fora da linha, ainda mais em fases de pre-contest. 

Saber o que comer e o que evitar é o que vai ajudar a definir questões importantíssimas, como o seu percentual de gordura e os nutrientes que chegam à musculatura, e um erro pode definir sua colocação nas competições.

Se você quer começar no fisiculturismo feminino, aqui já aprendeu muito do que necessitava para iniciar os treinos.

Chegou a hora, portanto, de passar para os treinos. Faça isso e compartilhe este post com as suas companheiras de treino que também querem se tornar atletas de fisiculturimo!

Equipe Grande Atleta

Nossa equipe está muito bem representada por grandes profissionais ligados a musculação e esportes de alto rendimento. Contamos com Educadores físicos, Nutricionistas Esportivos, Fisioterapeutas e Médicos.

  • 1

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *