Escreva para pesquisar...

Treino de Costas

Remada Articulada aberta (neutra, supinada e pronada): Execução correta com dicas essenciais

Em dúvida de qual remada articulada aberta utilizar em seu treino de costas? Veja agora um guia completo com suas variações e dicas para potencializar seus resultados.

Os músculos das costas por muitas vezes não são treinados por alguns praticantes de musculação com a mesma ênfase que se treina outros músculos, como por exemplo peitoral e bíceps.

Contudo, os grupos musculares que compõem a região dorsal são muito importantes para quem quer um físico mais simétrico, harmônico, funcional e com menores chances de lesão também.

Dessa forma, existem diversos exercícios que podem auxiliar na conquista deste objetivo e hoje, este artigo vai abordar a remada articulada, como é feita, os grupos musculares trabalhados durante a sua execução entre outros pontos a respeito deste exercício.

Grupos musculares trabalhados

Na remada articulada, os grupos musculares trabalhados durante sua execução são:

  • latíssimo do dorso,
  • trapézio,
  • deltoide posterior,
  • assim como bíceps e antebraço como sinergistas.

Por causa do apoio para o tronco, há menor atividade dos músculos do core como estabilizadores durante a execução do exercício.

Execução da remada articulada aberta

Para poder ter melhores resultados e evitar lesões é importante efetuar de forma correta o exercício.

Dessa forma, será mostrada abaixo a correta execução da remada articulada.

1. Sentar, depois posicionar o apoio mais ou menos na altura do esterno. Colocar também o apoio a uma distância que seja possível realizar o movimento com amplitude completa.

Lembrar também de posicionar os pés no apoio do aparelho, de forma que estes fiquem firmes e estáveis.

2. Posicionar as mãos com pegada neutra no suporte para as mãos.

3. Iniciar o movimento trazendo o suporte das mãos para trás a medida que flexiona os braços e contrai ao máximo as costas.

4. Depois lentamente ir retornando a posição inicial.

Cuidados e contraindicações

Para poder treinar de forma mais segura é preciso estar atento a alguns detalhes, pois ao realizar de forma incorreta o exercício, pode-se criar maiores chances de se lesionar.

Dessa forma, para efetuar de maneira mais segura a remada articulada é necessário prestar atenção as seguintes recomendações:

Manter a coluna em posição neutra
Ao se posicionar para efetuar o exercício é necessário manter a coluna em uma posição que não sobrecarregue a lombar.

Ao realizar a remada articulada com a coluna curvada, aumenta a sobrecarga sobre a região lombar da coluna, o que pode levar a dores e desconfortos na região.

Manter os punhos firmes e em posição neutra
Outro erro que deve ser evitado é deixar que o punho saia de uma posição estável durante a execução do movimento.

Ao movimentar os punhos e não os manter firmes há maiores riscos de lesão nesta articulação, pois desta maneira haveria uma grande sobrecarga sobre a região.

A remada articulada geralmente não tem contraindicações, porém certas pessoas que sintam dores ou incômodos ao efetuar estes exercícios podem necessitar que este seja adaptado e a depender do caso pode ser necessário substituir o exercício também.

Variações da remada articulada

A remada articulada também possui variações que podem ser utilizadas para dar mais ênfase em algum grupo muscular e assim adaptar à realidade de cada praticante.

Sendo assim, dois exemplos de variações da remada articulada são:

Remada articulada pegada pronada

Ao invés de segurar no apoio com a pegada neutra, as mãos serão posicionadas com a pegada pronada (mãos viradas para baixo) e os cotovelos devem estar alinhados com o ombro.

O objetivo desta variação é trabalhar com maior ênfase os músculos posteriores do ombro, trapézio e romboides.

Remada pegada supinada

Nesta variação é realizado o exercício com a pegada supinada (mãos viradas para cima) e há uma ênfase maior nos músculos do latíssimo do dorso.

Dicas para potencializar o exercício

Para poder aproveitar melhor os benefícios da remada articulada e aumentar a eficiência deste exercício, é preciso estar atento a alguns detalhes na execução para melhorar os resultados.

Sendo assim, para potencializar a remada articulada é preciso seguir as seguintes dicas:

Controlar a execução do exercício. Uma das formas de trabalhar o grupo muscular de forma mais intensa é aumentando o tempo sob tensão.

Sendo assim, cadenciar de forma adequada o exercício durante cada repetição é muito importante para poder focar no músculo alvo, aumentando assim o trabalho realizado por este.

Focar na conexão mente-músculo. Para poder trabalhar de forma mais efetiva os grupos musculares desejados é preciso que o trabalho esteja focado ao máximo nestes.

Um erro comum de quem não consegue concentrar o exercício nos músculos dorsais é realizar força demais no bíceps, diminuindo a eficiência do exercício.

Concluindo

A remada articulada é uma boa alternativa para trabalhar os grupos musculares da dorsal, sendo possível inseri-la tanto no início do treino de costas como no fim de treino.

Tudo vai depender de qual é a prioridade no treino do praticante, assim como a forma que está estruturada a programação de treino deste.

Sendo assim, para que a remada articulada produza mais resultados é preciso que este exercício se encontre inserido corretamente no treino, contando com um planejamento de acordo com as necessidades e objetivos de cada praticante.

Dessa forma, é importante buscar orientação com um profissional de Educação Física antes de iniciar qualquer rotina de treino, com a finalidade de obter um programa de treino mais eficiente e seguro.

Bons treinos!

Victor Hugo R. F. de Oliveira

Profissional de Educação Física formado em licenciatura pela UNIME e Bacharel pela FSBA. CREF: 010586-G/BA

  • 1

Você pode gostar também:

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *