Escreva para pesquisar...

Dicas de Treinos Dicas para Emagrecer

O HIIT é melhor antes ou depois do treino de musculação?

Uma dúvida muito comum: é mais recomendado fazer o treino HIIT antes ou depois do musculação? Afim de evitar que prejudique os ganhos de massa muscular e ainda possa perder gordura e emagrecer. Veja o que os estudos recomendam.

HIIT antes ou depois da musculaçãoA prática do exercício físico é muito importante para uma boa qualidade de vida, servindo como ferramenta na prevenção de patologias e distúrbios metabólicos.

Porém com a grande variedade de modalidades surgem muitas dúvidas em relação a qual a melhor prática e como devem ser realizadas para poder obter os melhores resultados no treinamento.

Um claro exemplo disto é a questão da prática do HIIT e a musculação, na qual se questiona a melhor ordem a serem realizadas estas duas modalidades de treino.

Portanto, existem benefícios em combinar o HIIT com a musculação? É melhor realizar o HIIT antes ou depois do treino?

Combinar os dois prejudicará o ganho de massa muscular e emagrecimento?

Para solucionar estas dúvidas e esclarecer melhor estas dúvidas criamos este artigo.

HIIT, musculação e ganho de massa muscular

Muitas pessoas que têm como objetivo a hipertrofia fogem do treino aeróbico por acreditar que este atrapalhará seu desenvolvimento muscular e ganho de força.

Porém, por não conhecer os benefícios de realizar os dois tipos de treino terminam por excluir completamente o aeróbico do seu treinamento.

Em um estudo de Wilson et.al.(2012) foram pesquisados os efeitos ao combinar o treinamento de força e aeróbico, sendo que foram examinados estes efeitos ao realizar o HIIT antes e depois da musculação.

Segundo os resultados desta pesquisa ao realizar o treino HIIT antes da musculação há diminuição na força e potência e desta forma a utilização do aeróbico antes do treinamento resistido pode interferir negativamente no processo de hipertrofia.

Ao realizar o HIIT antes do treino de musculação são utilizados como fonte de energia o ATP e o glicogênio, portanto estas reservas estarão diminuídas tornando menor o desempenho do treino de força.

Dessa forma, para poder utilizar o HIIT e aproveitar seus benefícios sem prejudicar o objetivo de ganhar massa muscular com o treino de musculação à melhor opção é utilizar o treinamento resistido antes do aeróbico.

É importante lembrar também, que deve ser levada em consideração a recuperação muscular para poder ocorrer o processo de hipertrofia.

O HIIT é um exercício aeróbico de alta intensidade e deve ser planejado junto com o treino de musculação para evitar o overtraining, prejudicando  assim os resultados e aumentando o risco de lesões.

HIIT, musculação e emagrecimento

As pessoas que tem como objetivo o de emagrecer rápido, geralmente fazem sessões intermináveis de aeróbico e terminam por deixar o treino de força em segundo plano por acreditar que este pode prejudicar a sua perda de peso.

Porém é um erro, pois em diversos estudos são demonstrados os benefícios em combinar os dois tipos de treinos para a diminuição do percentual de gordura.

O treinamento resistido é muito importante na manutenção da massa muscular durante o período de restrição calórica com o objetivo de perda de peso, assim como o HIIT tem seu papel de aumentar o metabolismo e auxiliando no processo de emagrecimento.

Segundo Falcone et.al. (2015) o HIIT possui a vantagem de oferecer os benefícios do treinamento aeróbico, porém sendo realizado em uma sessão bem mais curta em relação ao aeróbico convencional.

Durante o período de dieta mais restrita para poder diminuir o percentual de gordura é importante utilizar o HIIT como forma de manter o treino aeróbico mais curto e evitar o catabolismo muscular, preservando a massa muscular.

Neste caso o HIIT é utilizado também após o treinamento de força para não prejudicar o desempenho deste, devido à utilização do glicogênio e ATP no treino aeróbico e dessa forma repercutiria negativamente na musculação, havendo perda de força e potência.

Concluindo

O HIIT pode ser combinado com a musculação podendo ter diversos benefícios para melhorar o condicionamento, aumentar o gasto calórico e auxiliando no processo de emagrecimento.

Vale ressaltar que pelo HIIT ser de alta intensidade é necessário uma correta prescrição deste juntamente com o treino de força para que desta forma os resultados não sejam prejudicados.

 Existem muitas variáveis que devem ser levadas em consideração ao montar um programa de treinamento, onde sejam realizadas as sessões de treino de musculação junto com o HIIT.

Dessa forma o HIIT pode ser prescrito a depender do objetivo, grau de condicionamento, mas respeitando as individualidades de cada pessoa.

Um profissional de Educação Física deve ser consultado para poder avaliar e prescrever a rotina adequada para cada pessoa, tornando o treino mais efetivo, pensando sempre na melhoria da qualidade de vida. Bons treinos!

Referências:
FALCONE et.al. Caloric expenditure of aerobic, resistance, or combined high-intensity interval training using a hydraulic resistance system in healthy men. Journal of Strength and Conditioning Research, vol. 29, n. 3, 2015.
WILSON et.al. Concurrent training: a meta-analysis examining interference of aerobic and resistance exercises, vol. 8, n. 26, 2012. 

 


Veja também nossos artigos mais acessados:

Whey Protein – Você precisa ler isso!

BCAA – Para que serve e benefícios

Creatina – Qual a melhor? Veja lista

Termogênico – Saiba tudo!

Tribulus Terrestris – Veja 10 Benefícios [REVELADOS]

L Carnitina Emagrece? Funciona mesmo? [ATUALIZADO]

Melatonina – O que é, para que serve [ATUALIZADO]

ZMA – O que é e para que serve [TUDO REVELADO]

Glutamina – O que é e para que serve [Veja 11 Benefícios]

Suplementos Alimentares: O que são e para que servem

Orlistat – O que é e para que serve [ATUALIZADO]

Treino de Musculação para Hipertrofia – [21 DICAS]

Maca Peruana: O que é, Para que Serve, Benefícios e Como tomar


Compartilhe
Equipe Grande Atleta

Nossa equipe está muito bem representada por grandes profissionais ligados a musculação e esportes de alto rendimento. Contamos com Educadores físicos, Nutricionistas Esportivos, Fisioterapeutas e Médicos.

  • 1

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *